Detém-te

Um Blog sobre a beleza da fé e a Grandeza do Amor Divino!!

Sobre este Blog

Amigos: este Blog tem como objetivo dar TESTEMUNHO, fomentar a FÉ e servir como fonte de inspiração para VOCÊ!


O seu conteúdo é a expressão de uma apaixonada pela Misericórdia que jorra do Coração de Jesus - a quem "é próprio ter compaixão e perdoar". É preciso que as pessoas entendam MELHOR o que significa dizer "Deus é Amor"!! Trata-se de uma conscientização para a vida toda! De fato, Jesus disse: "Ide, pois, aprender o que significa 'Misericórdia eu quero, não sacrifícios'(...)" (Mt, cap.9)


Desejo, ainda, avisá-los de que, embora a estrutura de um Blog seja tradicionalmente por “ordem de acontecimentos” (estando por primeiro as últimas novidades), este aqui não possui uma só postagem que possa ser considerada ultrapassada ou desatualizada. Por isso, convido-os a irem visitando o histórico, desde o dia de sua criação: 22/01/10. Para melhor compreenderem os textos, procurem visitar em ordem as postagens que se relacionem ao mesmo assunto... por exemplo, de 09/02/10 a 28/02/10 as postagens se referem às visões de Santa Margarida Maria. Aproveitem, assim, a sensação reconfortante de “re-conhecer” uma Misericórdia Inimaginável... a qual se dedica a todos nós!


Rahamin e Jesus

Antes, vale citar a passagem bíblica (Isaías 49, 15): “Uma mulher olvida a criança de peito? Não estimará o filho de suas entranhas? Embora alguma se esquecesse, eu jamais te esqueceria!”

Sabendo que rahamin significa "entranhas, útero, amor de mãe", gostaria de lembrar aos leitores sobre como Jesus se referiu, diversas vezes, à Fonte de Sua Misericórdia:

  • "(...) os raios (vermelho e pálido) saíram das entranhas da minha Misericórdia(...)" (Diário, n. 299);
  • "(...) nesse dia (Festa da Misericórdia) estão abertas as entranhas da Minha Misericórdia(...) tudo que existe saiu das entranhas da Minha Misericórdia (...) A Festa da Misericórdia saiu das minhas entranhas(...)" (Diário, n.699);
  • "As almas que divulgam a devoção à minha Misericórdia, Eu as defendo por toda a vida como uma terna mãe defende seu filhinho (...) "(Diário, n.1075).